Novo Cerebrus Balance

Cerebrus Balance

Novo produto

O Cerebrus Balance é uma fórmula terapêutica concebida para oferecer um equilíbrio cerebral perfeito, elevar as funções cognitivas e a capacidade de memória de curta e de longa duração, anexada a um controlo neuronal adequado, manifestando-se numa evolução intelectual, social, profissional e humana admiráveis.

Solicitação de ficha técnica

Mais detalhes

988 Itens

24,35 € com IVA

Mais informação

O Cerebrus Balance é uma fórmula terapêutica concebida para oferecer um equilíbrio cerebral perfeito, elevar as funções cognitivas e a capacidade de memória de curta e de longa duração, manifestando-se numa evolução intelectual, social, profissional e humana admiráveis.

Composição:
Aveia e Arroz integral (Avena Sativa e Oryza sativa) 3000 mg
Colina 700 mg
Ginkgo biloba 500 mg
Alecrim (Rosmarinus ofcinalis) 500 mg
L-Teanina 200 mg
Ginseng (Panax ginseng) 150 mg
L-Glutamina 100 mg
Fosfolípidos 100 mg
Cacau (Theobroma cacau) 100 mg
Toma Diária:
20 ml (2 medidas de 10 ml ou 2 colheres de sopa)
Modo de tomar:
20 ml ao pequeno almoço simples ou diluído num pouco de água.
Apresentação:
Frasco de 250 ml

 

O Cerebrus Balance contribui para:

  • Melhora as funções cognitivas
  • Memória activa
  • Aprendizagem elevada
  • Concentração e atenção
  • Humor
  • Sensação de bem-estar, vivacidade e disposição social

Informação

O Encéfalo humano adulto pesa cerca de 1,4 Kgs e contém um enorme número de neurónios (10¹²). Pode ser dividido em áreas e principais funções:

- Cérebro (telencéfalo):

  • Córtex cerebral: Campos sensitivos (percepção); Áreas motoras (movimento muscular esquelético); Áreas de associação (integra informação e a direcção do movimento involuntário).
  • Gânglio basal: movimento
  • Sistema Límbico: Amígdala (emoção e memória), Hipocampo (aprendizagem e memória)

- Diencéfalo:

  • Tálamo: centro de integração e organização cerebral
  • Hipotálamo: homeostase e comportamentos direccionados
  • Glândula pineal: secreção de melatonina

- Cerebelo – coordena o movimento:

  • Tronco encefálico
  • Mesencéfalo: movimento dos olhos
  • Ponte: coordenação da respiração
  • Bulbo: controle de funções involuntárias
  • Formação reticular: vigília, sono, tónus muscular e modulação da dor

No interior do cérebro, o sistema límbico actua promovendo uma ligação entre as funções cognitivas e as respostas emocionais.

A aprendizagem é a aquisição de conhecimento a respeito do mundo que nos rodeia. Por outro lado a memória é a capacidade de recordar do que foi aprendido ou experienciado. Os vestígios de memória não estão localizados em qualquer parte específica do encéfalo, embora o hipocampo pareça ter um papel importante na memória (circuito de Papez).

A memória contém múltiplos níveis de armazenamento. A informação inicialmente é guardada na memória de curta duração, desaparecendo caso não seja consolidada em memória de longa duração.

A solidificação da memória de curta duração em longa duração envolve alterações nas conexões sinápticas dos circuitos envolvidos na aprendizagem.

A memória de longa duração integra a memória reflexiva (não exige processos conscientes para a sua criação ou lembrança, e a memória declarativa (carece de atenção consciente e emprega níveis mentais superiores para a sua formação e lembrança).

A linguagem é considerada o comportamento cognitivo mais elaborado. A linguagem falada envolve processamento de informação no encéfalo, respectivamente na área de Broca e de Wernicke.

A relação do comportamento afectivo, emocional e da memória estão dependentes de um bom funcionamento cerebral e da sua plasticidade que lhe permite uma aprendizagem ao longo da vida.